• 27 setembro, 2017

    Antes e depois do meu cabelo – Do loiro ao ruivo e toda a transição

    Cabelo
  • Dicas de Filmes: Maluca Paixão

    Maluca Paixão nos mostra uma historia bem maluca mesmo! Não entendo as pessoas quando se irritam com certos filmes e personagens. Li muita gente falando mal desse filme e dizendo que Sandra Bullock, que interpreta Mary, é insuportável. O título parece ser tão claro e a sinopse mostra sobre o que é realmente tratado. Será que uma mulher que trabalha criando palavras cruzadas e dar a volta no país perseguindo o tal Steve (Bradley Cooper) tentando convence-lo que foram feitos um para o outro é normal? ~pois tem isso na sinopse também~ Pois é. Mary é bem maluca. Não é preciso nem ir muito longe, basta ver a capa do filme, suas botas e seu cabelo mostram bem isso! É um filme descontraído, leve e diferente das tradicionais comédias românticas e ainda te passa uma super mensagem.

    poster-maluca-paixao

    Com essa historia refletimos sobre sermos nós mesmos acima de tudo. Pensamos também no quanto ainda temos de amor próprio e com o que estamos preenchendo nossos espaços vazios, espaços que todos nós temos. Acho que cada um tem sua resposta pessoal. Não adianta nada querer assistir esse filme, esperando a mocinha bonitinha e educada, enquanto a proposta do filme não é essa.

    maluca-paixao-frases

    Nome Original: All About Steve

    Duração: 98 min

    Ano: 2009

    Frase do filme: “Se a vida fosse como uma palavra cruzada, então seu valor, sua grandeza, deveria ser medida da mesma forma. É solucionável? É divertido? Causa faíscas?”

    “O editor das cruzadas do NY Times, diz: “Temos uma compulsão natural em preencher espaços vazios.” Quero pensar que ele não referia-se somente à cruzadas mas os espaços vazios que estão dentro da gente que vem de fazermos do nosso modo num mundo que nem sempre aceita o único. Tentei preencher os meus vazios com cruzadas, palavras e Steve. Mas essa não era a resposta. Agora eu sei. Na jornada da vida só encontrar alguém tão normal quanto você não é tudo. Aqui vai mais um pouco da sabedoria de Mary Horowitz. Se você ama alguém deixe-o livre. Se tiver que persegui-lo, provavelmente não era seu antes.”

    1. Responder Erika, set 14, 2013 @ 11:44 pm

      Eu já vi esse filme, mas alguns detalhes que você citou eu não prestei atenção enquanto assisti. Gostei muito do filme, as botas dela são a sua marca registrada. Quero ver de novo o filme… rs

    2. Responder DepreDiva, fev 17, 2016 @ 8:33 am

      Adorei seu post sobre o filme. Tomei a ousadia de colocar na minha página.

      Bjus,

      depreDiva

    ME SIGA NO INSTAGRAM @IVNACASTRO

    Ilustrações: Livia Beltran - Design e programação: sara silva